Imaginário Oracular

 

“ Mesmo nos momentos de mais profunda desordem, é segundo as leis da beleza que, secretamente, o homem vai compondo a sua vida.” Milan Kundera

“A função da arte é renovar a nossa perceção.” Anaïs Nin

 

O Imaginário Oracular é um trabalho criativo, lúdico e experimental que serve para nos conectarmos com a nossa força vital e poder criador.

É método de auto conhecimento que potencia a renovação da nossa perceção.  Ao buscar imagens e metáforas para as questoes da nossa vida, conseguiremos uma mirada simbólica que nos ajudará a clarificar, re significar e transformar aspetos vitais.

Através da Arte Terapia e de dinâmicas de expressão artística, como a pintura e a escrita, vamos jogar e explorar criativamente o Imaginário Oracular.

O jogo é um jogo com o acaso, uma ponte para o inconsciente. Um jogo criativo, que desafia, que convida a participar. E este jogo pode servir como ponto de partida para um processo criativo de auto-descobrimento.

 

 

Para quem

Para todas as pessoas que desejem uma mudança positiva na sua vida profissional, criativa, na sua saúde e nas suas relações. Para todos aqueles que desejem explorar a sua criatividade, as suas capacidades intuitivas e as aplicaçoes práticas destas na sua vida quotidiana.

Para todos aqueles interessados em mitologia, nos arquetipos e na expressão artística.

 

Objetivos
Conectar com um sentido de mitologia pessoal e mirada simbólica;
Explorar uma visão simbólica dos diferentes aspetos vitais – as relações, o âmbito profissional, a criatividade, etc.
Cultivar a intuição;
Potenciar a criatividade;
Inspirar um sentido estético e de mistério na vida quotidiana.

 

Para que serve
Para treinar a mirada simbólica;
Para definir propóstios pessoais;
Para transformar as dúvidas que bloqueiam em questões relevantes;
Para clarificar situações mal definidas e confusas;
Para criar uma ponte de conexão consigo próprio, com o inconsciente e com a memória;
Para treinar a intuição e encontrar as próprias respostas;
Para experimentar o poder sanador da beleza e da inspiração.

 

Metodologia
O Imaginário Oracular apresenta e disponibiliza diferentes jogos de oráculos de diferentes artistas, que servem para introduzir a linguagem simbólica e poética da mitologia, dos contos e da natureza.
Através de dinâmicas e métodos arte terapêuticos, aprofundaremos num diálogo criativo com as imagens, para criar sentidos e significados. Não se trata de prever, nem adivinhar, nem de interpretar, senão de percecionar, sentir, a partir de uma subtileza.

 

O Oráculo

Na Antiguidade consultar o Oráculo era um ato natural para buscar orientação. Porque para os antigos a relação com o mistério era algo natural – os seus deuses e deusas ajudavam-nos a dar sentido ao inexplicável e uma certa ordem ao caos próprio da existência humana.
A espiritualidade – a nossa relação com o que nos transcende – é nos dias de hoje algo cheio de associações duvidosas, de ambiguidades e de um ceticismo que mascara o nosso eterno medo face ao desconhecido. O resultado é uma profunda fome espiritual – somos uma sociedade desnutrida e desamparada, e a consequência são sintomas como a ansiedade e a adição.

Nos meus processos de experimentação como arte terapeuta descobri no Oráculo uma ferramenta de grande riqueza e potencial – a nível terapêutico, artístico, lúdico e espiritual – e criei este projeto  para trabalhar com o Oráculo a partir de métodos arte terapêuticos.

É um recurso que tenho vindo a explorar nos últimos anos e que tem sido fonte de nutrição e inspiração e, nesse sentido, proponho-me partilhá-lo de forma mais ampla, para além do espaço das minhas consultas e workshops.

É um projeto experimental, que se vai construindo de forma orgânica.
Um projeto para partilhar a inspiração do Oráculo e o seu potencial sanador e criativo.
Par ir reconciliando as ambiguidades, internas e externas, e as minhas próprias resistências acerca do que é um Oráculo.
E para continuar a experimentar e investigar as fronteiras do artístico, do mistério, do acaso, da intuição, da comunicação. Daquilo que é a consciência compartida onde todos estamos de alguma forma conectados, e em que as ações de um têm repercussões que nos afetam a todos.