fbpx

A poesia da vida

A propósito do trabalho Imaginário Oracular, partilho este texto de Paul Auster que tanto me tem inspirado e que, no fundo, sustém a minha maneira de trabalhar com este método.

“Os acontecimentos de uma vida também podem rimar entre si (…)
Dois ou mais acontecimentos que rimam entre si estabelecem uma conexão no mundo (…) Tais conexões são um lugar-comum nas obras literárias, mas nós tendemos a não os ver no mundo – porque o mundo é demasiado grande e as nossas vidas demasiado pequenas. São raros os momentos em que conseguimos vislumbrar uma rima no mundo: e só nesses momentos é que a mente pode saltar para fora de si mesma e funcionar como uma ponte para as coisas, uma ponte que se ergue sobre o tempo e o espaço. Sobre o olhar e a memória.”

Esta web utiliza cookies. Puedes ver más información sobre esto en el enlace. Si continuas navegando, estás aceptándolas.    Ver
Privacidad